contato@diversitadermatologia.com.br(31) 3281-3926 | 3022-2787(31) 98831-1002

Agradecimento a Jéssica Almeida (Jornal Pampulha )

Por:digitalpixel
Blog

29

set 2016

Parabenizo Jessica Almeida, por se interessar em publicar em sua coluna um texto sobre o Vitiligo, doença que acomete meio a dois por cento da população do mundo, não é contagioso e tem tratamento médico.

Nem toda mancha branca é vitiligo!

E importante agendar uma consulta, com médico dermatologista, para que o diagnóstico correto seja fornecido a cada paciente. Após o diagnóstico médico se segue a correta receita e as devidas orientações, para o adequado tratamento daquele ser humano que está doente, naquele momento de sua vida.

Entre os pacientes que tem manchas brancas em áreas expostas, 80% queixam-se de emoções desagradáveis, em contraposição a 37% dos que tem manchas em áreas não expostas. As emoções mais referidas por tais pacientes são medo, vergonha, insegurança, tristeza e inibição.

Paciente que está com vitiligo tem aparecimento de manchas brancas, em qualquer parte da pele, independente de sexo, raça e idade. Podem estar associados cabelos, ou pelos brancos nas mesmas regiões onde surgem tais manchas brancas. Nem sempre significa que haverá mais manchas em outras partes do corpo. Na maioria das vezes não há sintomas nas manchas, mas em alguns pacientes pode ocorrer prurido (coceira) nas manchas de vitiligo.

Para pacientes com vitiligo existem tratamentos tópicos, orais, e fototerapia. Manchas recentes, e manchas localizadas na face e no pescoço têm resultados mais favoráveis ao tratamento. É importante, realizar exames laboratoriais, e verificar se o pacientes tem outras doenças associadas, como por exemplo: Hipotireoidismo, anemia perniciosa.Do ponto de vista educacional posso informar que na nossa clínica, Diversità Dermatologia, temos uma aparelho de fototerapia com excimer lâmpada 308 nm,tecnologia essa que, por ser pontual, pode ser utilizada em  pacientes com menos de 40% do corpo acometido pelo Vitiligo e pode ser indicado para outras doenças inflamatórias com participação de células denominadas Linfócitos T.

Como existem melanócitos em partes dos ouvidos e dos olhos também é importante um exame oftalmológico e otorrinolaringológico.

Se estiverem presentes questões emocionais antes ou depois do surgimento do vitiligo, e caso o paciente não esteja conseguindo lidar bem com o vitiligo deve ser avaliado a indicação de psicoterapia.

Maquiagem tipo camuflagem pode ajudar a disfarçar as manchas brancas. Tintas apropriadas podem disfarçar cabelos brancos e pelos brancos dos cílios, das sobrancelhas, e de demais áreas pilosas. Isso poderá ajudar pacientes que se sentem incomodados com tais lesões.

Portadores de vitiligo devem evitar fazer depilação a laser.

O vitiligo pode ser desencadeado por traumas físicos, machucados, arranhões, queimaduras. Riscos e benefícios devem ser avaliados para os procedimentos de micropigmentação ou tatuagens, visto que podem tais procedimentos podem ser abrasivos e traumáticos para a pele, quando utilizado aparelhos para introduzirem as tintas na pele.

Confirmar o diagnóstico e definir o melhor tratamento é fácil para um médico dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Antes de agendar a consulta certifique-se que ó médico seja realmente um Dermatologista.

Do ponto de vista educacional é importante saber que existe código de ética médica para propaganda e que no site da dermatologista Dra Tânia Nely Rocha todas essas regras éticas foram seguidas no site da clínica dela: diversitadermatologia.com.br

Acesse o site www.sbd.org.br, coloque o nome do profissional, e busque a informação, se esse tem  RQE (Registro de Qualificação de Especialista). O RQE é obtido após o registro de seu Título de Especialista no Conselho Regional de Medicina de cada estado.

Dra. Tânia Nely Rocha
Médica Dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
CRM MG 14352
RQE 6267


Compartilhe:

R. Professor Moraes, 714, Salas 1001 a 1003 Bairro Funcionários – Belo Horizonte/MG

(31) 3281-3926 | 3022-2787

(31) 98831-1002

contato@diversitadermatologia.com.br